O Que É o I.R. do Bem

O I.R. do BEM é um MOVIMENTO para incentivar as pessoas físicas que pagam Imposto de Renda a destinar parte dele para iniciativas SOCIOCULTURAIS.

Todo contribuinte que declara o seu IR pelo formulário completo pode reverter até 8% do Imposto a pagar (conforme tabela dos limites de incentivos federais das pessoas físicas) para apoiar iniciativas e as ações transformadoras que beneficiam muitas pessoas.

Pelo I.R. do BEM, você apoia projetos socioculturais e abate o valor integralmente do seu imposto de renda a pagar!

Este movimento também veio para ajudar a Iniciativa Privada ampliar suas ações de Responsabilidade Social Empresarial, promovendo o engajamento dos colaboradores nas ações que apoia ou ainda para se tornar um novo beneficio para os colaboradores.

Com I.R. do BEM, além de ver seu dinheiro bem investido em um projeto de sua escolha, o valor investido retornará para o seu bolso, através da restituição do Imposto de Renda.

LER MAIS...

SIMULE O QUANTO VOCÊ PODE INCENTIVAR DO SEU IMPOSTO

Total de rendimentos tributáveis durante o ano

Deduções

IMPORTANTE!

Esta calculadora está programada somente para o cálculo do imposto Pessoa Física, para os projetos Culturais e Esportivos que são limitados a 6%.

TABELA VIGENTE
Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, para pagamento de remuneração a partir de 1º de Janeiro de 2015
Salário-de-contribuição (R$) Alíquota para fins de recolhimento ao INSS (%)
até 1.556,94 8,00
de 1.556,95 até 2.594,92 9,00
de 2.594,93 até 5.189,82 11,00
Portaria Interministerial MPS/MF nº 13, de 09 de janeiro de 2015
TABELA VIGENTE
Tabela de contribuição dos segurados contribuintes individuais e facultativos
Salário-de-contribuição (R$) Alíquota para fins de recolhimento ao INSS (%)
788,00 5,00*
de 788,00 11,00**
de 788,00 até 4.663,75 20,00
* Alíquota exclusiva do microempreendedor individual e do assegurado(a) facultativo que se dedique exclusivamente ao trabalho doméstico no âmbito da sua residência - Lei 12.470, de 31 de agosto de 2011 - DOU de 01/09/2011.
**Plano Simplificado - Lei Complementar 123, de 14/12/2006.
Ano calendário Quantia a deduzir, por dependente, em R$
2016 2.275,08

Total deduções


* Valor mínimo para doar: R$ 100,00

A dedução relativa às contribuições para entidades de previdência privada, somadas às contribuições para o Fundo de Aposentadoria Programada Individual (Fapi), destinadas a custear benefícios complementares, assemelhados aos da previdência oficial, cujo ônus tenha sido do participante, em beneficio deste ou de seu dependente, fica limitada a 12% do total dos rendimentos computados na determinação da base de cálculo do imposto sobre a renda devido na declaração.

Este simulador tem o intuito de ajudar no cálculo do seu imposto a pagar e consequentemente no cálculo do valor que podes destinar para um ou mais projetos de sua preferência.

O benefício fiscal é válido somente para quem fizer a Declaração Completa do IR, não sendo válida, portanto, para quem utiliza a forma Simplificada de Declaração.

O valor final da simulação pode ser diferente do valor real obtido ao final da sua declaração. Se o valor simulado for superior ao que de fato for dedutível, não podemos nos responsabilizar pelo ressarcimento da diferença, que deverá ser assumida pelo próprio doador. Para reduzir esta possibilidade, alimente o simulador com os dados mais fiéis possíveis à sua realidade.

* Limitada a R$ 3.561,50 anuais para o titular e para cada dependente ou alimentando com os quais o titular efetuou despesas com instrução. ** Não inclui cursos de inglês e reforço escolar.

ESTES SÃO OS PROJETOS QUE VOCÊ PODE APOIAR

Escolha para onde quer direcionar seu imposto

Perguntas Frequentes

Somente pessoas físicas que declaram seu Imposto de Renda pelo método completo. Aqueles que declaram seu imposto pelo modo simplificado não podem fazer o abatimento.
Você pode aumentar a restituição ou deduzir do imposto de renda a pagar utilizando a Lei de Incentivo Federal à Cultura (Lei Rouanet), Lei de Incentivo Federal ao Esporte, Lei do Idoso, Audiovisual e Estatuto da Criança. Confira essas informações no link do sítio da Receita Federal abaixo:
http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/irpf/2013/perguntao/perguntas/pergunta-419.htm
Visão Geral dos Inventivos Fiscais Federais Limites para Pessoas Físicas
Leis de Incentivo Fiscais Federais Dedução de valor investido no Imposto de Renda Limite de Destinação do Incentivo Comulatividade com outros Incentivos Fiscais
FIA (ou FUNCAD) 100% 6% Acumulam-se no teto de 6%
Lei Rouanet 100% 6%
Lei do Audiovisual 100% 3%
Lei do Esporte 100% 1%
Fundo do Idoso 100% 1%
PRONON 100% 1% Não acumula
PRONAS - PCD 100% 1% Não acumula
Total do Investimento com Incentivos Fiscais Federais para Pessoas Físicas 8%
Não há limite de contribuição para o projeto, porém somente o valor de até 6% do imposto devido será abatido integralmente do IR através da Lei Rouanet.
100% do valor da contribuição, desde que não ultrapasse 6% do Imposto de Renda devido.
Sim, também é possível realizar a doação para posterior devolução do mesmo através da restituição. Para que você possa calcular o valor que pode destinar acesse o simulador http://www.irdobem.com.br/#calculadora
Até o final de cada exercício fiscal, ou seja, até o final de dezembro de cada ano.

Ano 2015 - 30/12

Ano 2016 - 29/12

Ano 2017 - 29/12

Consulte as opções de projetos culturais e sociais transformadores no link http://www.irdobem.com.br/projetos.
Consulte-nos sobre projetos de seu interesse pelo e-mail mailto:faleconosco@irdobem.com.br.
É muito importante essa pergunta. Todo o projeto aprovado junto ao Ministério da Cultura tem uma conta corrente no Banco do Brasil apta a receber incentivos para o projeto em questão, e esta conta é vinculada e administrada pelo Ministério.
Uma vez selecionado o projeto, acesse o link “ QUERO DESTINAR MEU IMPOSTO DE RENDA PARA ESTE PROJETO” e você receberá as informações necessárias para efetivar o depósito.
A partir do recebimento das informações, em até 48h você receberá os dados bancários para o depósito.
Comprova-se através do recibo de Mecenato emitido pelo proponente (dono do projeto) e enviado ao patrocinador a partir da confirmação do depósito.
Este recibo é a comprovação do pagamento do imposto de renda através do incentivo à cultura, até o limite de 6% do imposto devido.
Essa é a parte bacana, pois diferentemente dos impostos que pagamos, cuja aplicação na maioria vezes não vemos ou desconhecemos, aqui nos projetos culturais e esportivos o apoiador, se quiser, poderá acompanhar o andamento do projeto apoiado, a partir do início das suas ações, em nosso site e em nossa fanpage www.facebook.com/IRDOBEM.
O doador não sofre nenhuma penalidade, pois o imposto de renda foi pago no ato do depósito realizado na conta corrente do projeto.
É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA. VOCÊ PODE DIRECIONAR PARTE DO SEU IMPOSTO PARA TRANSFORMAR VIDAS E AUMENTAR SUA RESTITUIÇÃO OU SIMPLESMENTE DEIXAR PARA O GOVERNO FEDERAL.
Importante esclarecer: Quando você apoia uma peça de teatro, por exemplo, não está apenas proporcionando que alguns atores subam ao palco e apresentem seu espetáculo, você está ajudando na realização de sonhos. Além disso, proporcionando também que muitos que não têm acesso a cultura passem a ter, promovendo emprego para diversos profissionais envolvidos no segmento, como motoristas, costureiras, pintores, montadores, sonoplastas, maquiadores, cabeleireiros, e ao surgimento de novos atores e atrizes. Sem falar nos projetos sociais TRANSFORMADORES, que, quando você apoia, parte do seu imposto vira violinos, violoncelos, livros e cinema para crianças carentes.

Estamos Selecionando Novos Projetos

Você tem um projeto que promove transformação social,
melhora a qualidade de vida das pessoas e esta aprovado em Lei de Incentivo?

Mande para nós e faça parte deste movimento.